Hipertensão Arterial

Hipertensão arterial - Dra Júlia Bellucci - Cardiologista Joinville

No Brasil, a hipertensão arterial é uma doença que atinge 36 milhões de pessoas. Mais de 60% delas são idosos. 

A pressão alta é um fator de risco para saúde e contribui para 50% das mortes por doença cardiovascular.

A hipertensão arterial é uma condição clínica caracterizada pela elevação sustentada da pressão arterial para níveis maiores de 140 e/ou 90 mmHg.

É frequente a associação desta doença com alterações funcionais e estruturais em vários órgãos, como o coração, o cérebro, os vasos e os rins.

Pode ser agravada se combinada com a presença de outros fatores de risco como: obesidade, sedentarismo, diabetes e alterações nos níveis de colesterol.

A hipertensão está relacionada à ocorrência de morte súbita, acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca, doença da circulação e doença renal crônica.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco associados ao desenvolvimento da hipertensão são a idade, o sexo feminino, a raça negra, o excesso de peso, o sedentarismo, a herança genética e o alto consumo de sal e álcool.

Pessoas com pressão maior do que 120 e/ou 80 mmHg, mas abaixo de 140/80 mmHg, são consideradas pré-hipertensas. São pacientes com maior probabilidade de se tornar hipertensos, com maiores riscos de desenvolvimento de complicações.

O acompanhamento periódico é necessário nesses casos. Quem tem hipertensão arterial sofre um grande impacto na qualidade de vida.
A prevenção é essencial para evitar complicações e preservar o bem-estar.

Para verificar sua pressão arterial, faça medições frequentes e periódicas. Estão disponíveis em postos de saúde, farmácias ou em casa, com aparelhos próprios para isso. Procure acompanhamento de rotina por cardiologista e reforce a saúde do seu coração.